Última atualização: 19 novembro 2022
7 minutos

À procura de uma carteira de criptomoedas versátil, conveniente e de fácil utilização? A MetaMask Wallet pode atender a estes critérios. Descubra as principais características desta carteira digital que já conquistou mais de 30 milhões de utilizadores.

Logo da MetaMask
Hot (online)/Cold (offline)Hot (online)
Custodial/Não custodialNão custodial
CompatibilidadeAplicação móvel, extensão de navegador
Criptos compatíveisRedes Ethereum, BNB Chain, Polygon e Avalanche
Funções integradasCompra e troca de criptomoedas, armazenamento de NFTs, aplicativos DeFi, compatível com carteira de hardware
PreçoGrátis
CustosTaxa de serviço de até 0,875% para trocas
Disponível em portuguêsSim

O que é a ​MetaMask

A MetaMask é uma carteira de criptomoedas que permite o armazenamento de ativos digitais baseados em diferentes blockchains, como Ethereum, BNB Chain, Polygon e Avalanche. Além dessa funcionalidade, a MetaMask também pode proteger tokens não fungíveis (NFTs).

Sendo uma carteira não custodial, a MetaMask permite ao utilizador um controlo total sobre os seus bens. Isso inclui funcionalidades integradas para a gestão dos ativos armazenados. Por exemplo, é possível comprar e trocar criptomoedas a partir da própria interface da carteira.

Continue a ler este artigo para descobrir mais sobre as características da MetaMask.

História

A carteira de criptomoedas MetaMask foi criada em 2016 pela ConsenSys, uma empresa de desenvolvimento de software cujo objetivo era criar produtos para promover o desenvolvimento da blockchain Ethereum.

Atualmente, a MetaMask conta com mais de 30 milhões de utilizadores em todo o mundo.

Dea cordo com a Consensys, desenvolvedora da wallet, seu objetivo é “melhorar o mundo através da tecnologia blockchain”. No seu site, a empresa afirma que a sua missão é “democratizar o acesso à web descentralizada e, através desta missão, transformar a Internet e a economia global numa economia que empodera os indivíduos por meio de interações baseadas no consentimento, privacidade e livre associação”.

A carteira MetaMask foi rapidamente adotada pela comunidade cripto. Em setembro de 2020, foi lançada a versão sua versão móvel. Em março de 2021, a função de Swap (troca) foi adicionada.

Características da MetaMask

Agora, vamos explorar as características principais da MetaMask.

Hot wallet

A MetaMask é confiável? A resposta curta é “sim”, mas primeiramente vamos entender melhor sobre os tipos de carteiras de criptomoedas existentes. Saiba que a MetaMask é uma carteira de software (ou software wallet) que está constantemente ligada à Internet. As carteiras online são chamadas de hot wallets, em oposição às cold wallets que permanecem offline. Cada categoria (hot ou cold) tem suas vantagens e desvantagens.

Carteira de criptomoedas

As hot wallets geralmente são mais fáceis de usar. Sua conexão com a Internet também oferece um acesso muito conveniente a partir de diferentes dispositivos. Por exemplo, é possível acessar a carteira a partir da extensão de navegador do seu desktop ou diretamente na aplicação móvel da MetaMask.

Portanto, é muito simples usar uma hot wallet para transações do dia a dia. No entanto, para responder se a MetaMask é segura, precisamos considerar que o nível de segurança de uma carteira desse tipo é afetado pela sua presença constante online. Geralmente, não é recomendável manter grandes quantidades de criptmoedas em uma hot wallet.

As cold wallets, por outro lado, oferecem segurança reforçada. Como não estão conectadas à Internet, estão mais protegidas contra ataques cibernéticos. Portanto, são altamente recomendadas para armazenar grandes quantias em criptoativos. No entanto, o uso de uma cold wallet costuma ser menos conveniente. Por exemplo, para usar a carteira de hardware Ledger, é obrigatório que o utilizador tenha o seu dispositivo Ledger fisicamente com ele para acessar seus ativos digitais.

Assim, nota-se que hot wallets e cold wallets são complementares. Portanto, os investidores podem usar a MetaMask em suas atividades a curto prazo e escolher uma cold wallet para armazenar criptomoedas a médio e longo prazo.

Não Custodial

Também é importante saber que a MetaMask é uma wallet “não custodial”. Este é um critério fundamental ao escolher uma carteira de criptomoedas que atenda às suas necessidades.

Mas afinal, o que é isso? Bem, carteiras de criptomoedas podem ser do tipo custodial ou sem custódia. A diferença entre elas está na chave privada da carteira.

A chave privada de uma carteira de criptomoedas é aquela que permite o acesso aos fundos de forma autônoma. O detentor da chave privada é, portanto, o verdadeiro proprietário dos ativos. Isso se alinha com a famosa frase “not your keys, not your coins” (se as chaves não são suas, os ativos também não – em tradução livre).

Se o utilizador não possui a chave privada (como acontece ao usar uma carteira custodial), o provedor da carteira apenas lhe concede o direito de acesso. Portanto, você depende da continuidade desse acesso por parte do provedor aos seus próprios fundos. Estranho, não é? No entanto, é isso que acontece com uma carteira custodial.

Por outro lado, com uma carteira não custodial como a MetaMask, você é o proprietário da sua chave privada. Portanto, você tem controle total sobre ela! No entanto, isso vem com uma grande responsabilidade: manter a sua chave privada… privada! Certifique-se de que apenas você tem acesso à sua chave privada. Em caso de roubo ou perda, o provedor da carteira não poderá ajudar, já que não mantém nenhuma cópia dos seus dados privados. Portanto, você não terá nenhum recurso para recuperar os seus fundos.

MetaMask é multibloco e multicrypto

Algumas carteiras de criptomoedas são projetadas para uma única moeda ou blockchain. Por exemplo, a carteira Daedalus concentra-se exclusivamente no Cardano, enquanto a Phantom é especializada na rede Solana.

Por outro lado, a MetaMask é muito mais versátil. Na verdade, a MetaMask pode suportar todas as moedas e tokens da blockchain Ethereum e das redes compatíveis com a Máquina Virtual Ethereum (EVM). Dessa maneira, a carteira MetaMask funciona com as seguintes redes: Ethereum, BNB Chain (anteriormente Binance Smart Chain), Cronos, Avalanche, Polygon, etc.

No entanto, é importante esclarecer um ponto: a MetaMask não é compatível com o Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo! Este é um fato a ter em mente ao escolher a sua carteira criptomoedas ideal.

​Uma carteira de criptomoedas multiplataforma

Aplicação móvel da MetaMask

A carteira de criptomoedas MetaMask está disponível em dois formatos diferentes:

  • A extensão MetaMask foi criada para que se pos utilizar a carteira em PCs. Trata-se de uma extensão de navegador web disponível para os seguintes navegadores: Chrome, Firefox, Brave, Edge e Opera.
  • A aplicação MetaMask permite aceder à sua carteira a partir do seu smartphone. Está disponível na App Store e no Google Play.

Serviços integrados da ​MetaMask

Como uma carteira de criptomoedas, a MetaMask pode receber, armazenar e enviar criptomoedas. Mas não é só isso. Ela também facilita a utilização de criptomoedas e o acesso a aplicações descentralizadas. Descubra algumas outras funcionalidades que a MetaMask oferece.

Compra de criptomoedas

A MetaMask permite a compra de criptomoedas diretamente da sua extensão ou aplicação móvel. Isso evita a necessidade de criar uma conta em uma plataforma de câmbio, por exemplo.

Este serviço é extremamente conveniente, pois a MetaMask permite a compra de criptomoedas com cartão de crédito ou débito (Visa ou Mastercard) até o limite de US$ 400 por dia.

Negociação de criptomoedas

Além disso, a MetaMask possui uma funcionalidade de troca de criptomoedas diretamente na extensão de navegador ou aplicação móvel. O serviço “Swap” analisa dados de várias fontes para garantir que suas taxas sejam as mais baixas da rede.

Na sua carteira, basta selecionar a criptomoeda que deseja trocar e aquela que deseja comprar. A MetaMask então oferecerá a melhor oferta disponível no mercado. Antes de confirmar a transação, é possível visualizar o valor das taxas geradas pela operação.

Armazenamento de NFT

O mercado de NFTs está em plena expansão. Os tokens não fungíveis estão atraindo cada vez mais pessoas, incluindo muitas celebridades. Portanto, é natural que a MetaMask seja compatível com tokens NFT.

Assim, o utilizador pode receber e enviar NFTs com a MetaMask. Além disso, a aplicação móvel permite a visualização de suas obras digitais diretamente na interface da wallet.

Também é possível conectar a carteira MetaMask às maiores plataformas de NFTs da rede, como a Opensea ou a Rarible. Desta forma, pode-se comprar ou vender NFTs nestas plataformas usando a carteira MetaMask.

Aplicações DeFi

A extensão MetaMask é especialmente útil para aceder a aplicações descentralizadas. Como mencionado anteriormente, por exemplo, o utilizador pode ligar a sua carteira ao Opensea para comprar um NFT.

Portanto, a MetaMask é uma porta de entrada ideal para explorar a web descentralizada e interagir com as aplicações baseadas em blockchain.

Compatível com carteiras de hardware

Já mencionámos anteriormente que as carteiras quentes e frias são complementares. Boas notícias, a MetaMask também está equipada com uma funcionalidade que torna a sua vida mais fácil neste campo.

Na verdade, a hot wallet MetaMask é compatível com as carteiras de hardware Ledger, Trezor, Lattice, Keystone e AirGap Vault. Deste modo, pode facilmente mover as suas criptomoedas e NFTs da sua hot wallet MetaMask para uma carteira de hardware para armazenamento a longo prazo.

Como usar a MetaMask

O uso da a MetaMask é relativamente simples:

Passo 1: Instalação

  • Instale a extensão MetaMask no seu navegador (Chrome, Firefox, Brave, Edge e Opera) ou a aplicação no seu dispositivo móvel (Android ou iOS).

Passo 2: Configuração Inicial

  • Após a instalação, abra a MetaMask e siga as instruções para criar uma nova carteira. Crie uma senha forte e anote a frase de recuperação em local seguro.

Passo 3: Utilização da MetaMask

  • Agora pode usar a MetaMask para receber, armazenar e enviar criptomoedas. Escolha a criptomoeda desejada e selecione “Receber” ou “Enviar” de acordo com a operação desejada. Também pode aceder a aplicações descentralizadas (DApps) na guia “DApps”.

Passo 4: Segurança

  • Mantenha a sua senha e frase de recuperação seguras. Considere ativar a autenticação de dois fatores (2FA) para maior segurança e esteja atento às taxas de rede ao realizar transações.

Lembre-se: segurança é um fator importantíssimo ao utilizar a MetaMask e outras carteiras de criptomoedas.

​Qual o preço da MetaMask?

No que se refere ao download e registo do software, o preço da MetaMask é totalmente gratuito. Além disso, pode receber e armazenar ativos sem custos.

No entanto, ao realizar transações, deve-se pagar as taxas de rede para a MetaMask, mas essa prática é comum em qualquer outra carteira ou exchange do mercado. O valor das taxas de rede depende da blockchain utilizada e do estado do tráfego no momento da transação.

Além disso, as trocas de criptomoedas na MetaMask (serviço Swap) incorrem em taxas de serviço. Nesse quesito, a MetaMask procura o melhor preço disponível no mercado. Como contrapartida, os honorários da MetaMask podem chegar a 0,875%.

Opinião sobre a MetaMask

Afinal, o leitor deve ou não usar a carteira de critomoedas MetaMask?

Isso depende das suas necessidades e objetivos no mundo das criptomoedas. Mas saiba que a MetaMask é uma escolha sólida para quem deseja acessar aplicativos descentralizados (DApps) na blockchain Ethereum e em outras redes compatíveis. Como carteira não custodial, oferece controle total sobre chaves privadas. Além disso, sua compatibilidade com várias blockchains e o serviço de troca integrado podem ser bastante interessantes. Sem contar que, MetaMask Portugal está disponível no idioma português.

No entanto, é crucial entender as taxas de rede e fazer uma pesquisa completa antes de decidir se a MetaMask é a melhor opção para si. O utilizador também precisa redobrar sua atenção à segurança, além de saber que essa wallet não é compatível com Bitcoin, o que pode inviabilizar seu uso para os interessados nessa criptomoeda.

Sobre o autor

Henrique Andrade Camargo

Jornalista com paixão por tecnologia e sustentabilidade. Medalhista de ouro no Prêmio Malofiej. Trabalhou na Avast, Grupo Abril e Mercado Ético.