Já ouviu falar dos NFTs? Quer embarcar nesta aventura? Sendo assim, o primeiro passo é criar o seu NFT. Seja com objetivo de negociar ou apenas possuir um non fungible token, descubra como criar um NFT em alguns cliques.

O que é um NFT ?

Para recapitular, um NFT é um token não fungível. Além disso, uma maneira mais simples de definir um NFT é considerar o item como um objeto digital: uma imagem, um vídeo, um GIF. A peculiaridade do NFT é ser não fungível ou não intercambiável. Portanto, cada NFT possui uma singularidade que o distingue de outros ativos digitais, isto o torna exclusivo e rastreável na blockchain.

nft logo

Por exemplo, a pintura da Mona Lisa no Louvre é única, não existe outra igual, certo? O mesmo se aplica ao seu NFT. Essa autenticidade e singularidade decorrem do fato de o NFT ser armazenado em uma blockchain na forma de um token.

O token associado a um NFT possui um identificador exclusivo. Com essa definição estabelecida, você entenderá que a característica técnica principal do NFT é o seu token, não o seu conteúdo. Então, o que isso significa? Se pegarmos o exemplo da pintura da Mona Lisa, a sua autenticidade provém dos traços. Portanto, é importante destacar que, ao contrário das obras de arte físicas, a validade de um NFT está intrinsicamente ligada ao registro digital do token, e não aos elementos visuais ou conteúdo da obra.

Um especialista em arte é capaz de determinar que a pintura no Louvre é autêntica, pintada por Leonardo da Vinci. No entanto, no caso de um NFT, o que confere a sua autenticidade é o identificador do seu token. Além disso, o conteúdo em si não é suficiente para garantir a sua autenticidade.

Portanto, é fundamental entender que, ao contrário de uma obra de arte física, a validade de um NFT depende inteiramente do registro digital e do histórico associado ao seu token. Afinal, nada se parece mais com uma imagem do que a sua própria cópia digital.

As diferentes blockchains para criar um NFT

Como explicado anteriormente, cada NFT está associado a um token, o qual está registado em uma blockchain. Mas de qual blockchain estamos falando? Na verdade, não são todas as blockchains aceitam NFTs. Por exemplo, você não pode armazenar o token do seu NFT na blockchain Bitcoin. Para criar um NFT, você deve usar uma blockchain que foi projetada para o desenvolvimento de aplicativos descentralizados (DApps) e, portanto, a execução de contratos inteligentes.

Como criar NFT e vender? A criação de um NFT é referida como “minting” em inglês. O minting envolve a emissão de um NFT em uma blockchain específica. Você “minta” um NFT da mesma forma que um minerador minera um Bitcoin. No entanto, o minting envolve de certa forma a execução de um programa de computador (chamado contrato inteligente).

blockchain

A linguagem de programação usada depende da blockchain. As blockchains compatíveis com DApps possuem uma máquina virtual que permite codificar e executar esses programas de computador. Neste campo, a Ethereum é o líder incontestável no momento.

De fato, é na Ethereum que a maioria dos mercados de NFT funcionam. No entanto, com o crescimento do setor de NFT, novas blockchains entraram nesse nicho. Cardano, BSC e Solana são outras blockchains que também podem executar contratos inteligentes.

 De acordo com os dados de cryptoslam.io, no início de julho de 2022, as principais blockchains usadas para a negociação de NFTs são as seguintes (em termos de volume de vendas nos últimos 30 dias):

  • Ethereum ;
  • Solana ;
  • BSC ;
  • Flow ;
  • ImmutableX ;
  • Polygon ;
  • Ronin ;
  • Panini ;
  • WAX ;
  • Tezos.

ByBit

  • Ampla variedade de produtos de investimento
  • Plataforma transparente
  • Conta demo gratis

Como criar um NFT ?

Agora que você sabe um pouco mais sobre NFTs, descubra como criar o seu próprio NFT. Para isso, existem duas metodologias. Uma delas é mais simples e fácil de usar, já a segunda envolve conceitos avançados de programação e, portanto, não é para todos.

A maneira clássica: Usar uma plataforma de mercado de NFT

A forma mais simples de criar um NFT é através de uma plataforma de troca de NFT. Essa abordagem é fácil no sentido de que envolve apenas “cliques de botão”.

No entanto, ainda é necessário ter algum conhecimento sobre blockchain, criptomoedas e carteiras digitais. Para simplificar, aqui estão as seis etapas principais para criar um NFT em uma plataforma:

  • Escolher o item que deseja transformar em NFT;
  • Selecionar a blockchain na qual deseja armazenar seu NFT;
  • Configurar a sua carteira de criptomoedas;
  • Escolher a sua plataforma NFT;
  • Fazer o upload do seu NFT ;
  • Colocar o seu NFT à venda.

Etapa 1: Escolher seu NFT

Como explicado em nosso artigo, um NFT não precisa ser necessariamente uma imagem. Pode ser um vídeo, um nome de domínio, uma imagem, um GIF, um meme, etc. Além disso, se você trabalha na área de arte, a ideia está à mão! Por que não criar sua própria obra de arte e transformá-la em um NFT?

Etapa 2: Escolher a blockchain para armazenar o seu NFT

Antes de prosseguir, você deve considerar a blockchain. Como mencionado, existem várias blockchains que podem ser usadas para NFTs. A escolha da blockchain impacta a futura venda do seu NFT.

Se você usar uma blockchain que não é adequada para NFTs, vai encontrar menos marketplaces compatíveis. Portanto, o público potencial interessado no seu NFT será limitado.

A escolha da blockchain também afeta as taxas que você terá que pagar para criar e vender o seu NFT. Como lembrete, a Ethereum é a blockchain principal no campo de NFTs.

Etapa 3: Abrir uma carteira de criptomoedas

Lembre-se de que uma carteira de criptomoedas permite armazenar seus ativos. No mundo das criptos, a carteira desempenha o papel de uma conta bancária. Uma vez que o seu NFT é identificado por meio de um token, você deve ter uma carteira para armazenar esse token.

Existem dois tipos de carteiras: as “hot wallets” armazenam suas criptomoedas online e são fáceis de usar, sendo compatíveis com a maioria das plataformas de NFT. Por outro lado, as “cold wallets” são mais seguras, pois armazenam suas criptomoedas offline. Em relação ao seu NFT, recomendamos que você planeje com antecedência.

Como fazer? É importante escolher uma carteira que seja altamente compatível com marketplaces de NFT e blockchains. Nesse campo, a carteira de criptomoedas mais usada para NFTs é a MetaMask. Ela é compatível com a blockchain Ethereum.

Para criar uma carteira, basta abrir uma conta fornecendo algumas informações. Em geral, a maioria das carteiras opera com base em um código e uma senha (que é usada em caso de esquecimento do código). Essa senha geralmente é uma lista de palavras (12 ou 24). Tenha cuidado para não perder essa lista, pois você não poderá mais acessar sua carteira se perder o código.

Etapa 4: Escolher uma plataforma de compra e venda de NFT

A próxima etapa é escolher sua plataforma de NFT. Com o crescimento do mercado de NFTs, existem agora muitas plataformas de NFT. A escolha da plataforma é baseada nos seguintes critérios:

  • Segurança;
  • Reputação;
  • Taxas de transação;
  • Popularidade;
  • Usabilidade de interface;
  • Sa compatibilité avec la (ou les) blockchain(s).

Atualmente, as duas plataformas de NFT mais conhecidas são OpenSea e Rarible.

Etapa 5: Fazer upload do seu NFT (ou minting)

O upload do seu NFT na blockchain é chamado de « minting ». Esse termo em inglês pode ser traduzido como «criar» em português. De certa forma, isso significa inscrever seu NFT na blockchain.

Por trás dessa palavra estrangeira, há algo muito simples! Na verdade, o minting se resume a selecionar seu NFT e clicar no botão “upload” disponível na plataforma. Antes de fazer isso, verifique as condições de tamanho e formato.

Além de baixar o NFT, você deverá fornecer algumas informações como preço, além de uma breve descrição.

Etape 6: Vender o seu NFT

Esta etapa é a mais simples! Basta especificar o tipo de venda: a preço fixo ou em leilão.

A abordagem técnica: Programação de computadores

Este método é destinado a pessoas com conhecimentos em informática. É parecido ao método anterior, mas aqui tudo acontece em linhas de código!

Algumas blockchains, como Solana, usam linguagens de programação mais convencionais, como Java. Para simplificar, vamos considerar o exemplo da blockchain Ethereum. Nesta blockchain, terá de aprender uma linguagem de programação diferente, chamada Solidity.

NFT, um token ERC

ERC é um acrônimo em inglês que significa « Ethereum Request for Comment ». Cada ERC se refere a uma categoria específica de tokens. Por exemplo, é provável que já tenha ouvido falar de tokens ERC-20.

Estes tokens são usados para o funcionamento de uma plataforma ou como meio de pagamento. Por exemplo, o token UNI é o token nativo da plataforma de troca descentralizada Uniswap. Outros exemplos de tokens ERC-20 incluem BNB, USDT e BAT.

Bem, no caso dos tokens NFT, o padrão usado na Ethereum é o ERC-721. Como o ERC-20, este tipo de token permite a codificação de um contrato inteligente. Mas qual é a diferença entre um token ERC-20 e um ERC-721? Sem entrar em muitos detalhes, a principal diferença reside nas informações codificadas no token.

Um token ERC-721 contém informações que descrevem o NFT, chamadas de metadados. Para a maioria dos NFTs, o conteúdo gráfico (imagem, vídeo, etc.) não é armazenado diretamente na blockchain, pois isso seria muito caro.

Assim, o token contém apenas as informações necessárias para descrever o NFT com precisão. Este é o caso, por exemplo, das coleções como Bored Ape. No entanto, isso não se aplica à coleção de NFT CryptoPunks. Estes NFTs são armazenados diretamente na blockchain com gráficos simplificados.

Metadados dos tokens NFT ERC-721

Para criar NFT, os desenvolvedores precisam inserir as seguintes informações sob a forma de código::

  • O nome do NFT;
  • O símbolo do NFT;
  • Um identificador único;
  • O número de NFTs existentes;
  • O nome do criador do NFT;
  • Uma descrição do NFT;
  • Uma imagem na forma de um link que permite exibir uma representação gráfica do NFT.

As melhores plataformas para vender o seu NFT

Após aprender como criar um NFT, é hora de aprender a vender. A plataforma mais popular e maior do mundo para essa finalidade é, sem dúvida, a OpenSea. Ela tem uma visibilidade única que garante aos utilizadores a maior chance possível de vender os seus NFTs. A sua interface é amigável e fácil de usar, mesmo para iniciantes. Após criar o seu NFT, você pode vender na OpenSea, onde as transações são seguras e verificáveis graças à tecnologia blockchain.

laptop business

Além da OpenSea, existem outras opções interessantes para iniciantes que desejam vender os seus primeiros tokens não fungíveis. Uma delas é a Rarible, uma plataforma emergente que valoriza a liberdade artística na criação de NFTs.

Há também a Nifty Gateway, uma plataforma conhecida pelos seus parceiros de renome, tornando-a um lugar onde pode encontrar utilizadores entusiastas dispostos a comprar o seu primeiro NFT. Alternativas como Foundation e SuperRare também estão disponíveis no ecossistema NFT.

A maior exchange do mundo, a Binance, também tem uma plataforma NFT muito ativa.

Binance

  • Baixas taxas
  • Mais de 600 criptomoedas
  • Maior troca de criptomoedas

App para criar NFT

Para criar e vender NFTs, é essencial escolher uma plataforma NFT confiável, como a OpenSea ou Rarible, que oferece um ambiente seguro para listagem e compra. Embora a maioria das plataformas NFT exija o pagamento de taxas para criar e listar seus NFTs, é possível encontrar maneiras de criar NFTs grátis pelo celular, especialmente por meio de aplicativos para celular que facilitam a criação de arte digital.

Como criar NFT no Canva

 Além disso, há site para criar NFT, como o Canva, o qual pode ser utilizado para criar arte digital, que posteriormente pode ser transformada em NFTs. Lembre-se de que, independentemente do método escolhido, é fundamental promover sua obra para atrair compradores em potencial e estar atento a todos os detalhes da criação de NFTs, como royalties para garantir o sucesso na venda dos ativos exclusivos.

Afinal, como criar e vender NFT grátis?

 Para criar e vender NFTs gratuitamente, você pode utilizar plataformas como Rarible ou OpenSea. Esses sites permitem que você faça o upload de seu conteúdo digital, como imagens, vídeos ou arte, e crie seus NFTs sem custos iniciais.

Ao criar um NFT, você pode definir royalties que permitirão ganhar uma porcentagem sempre que o NFT for revendido. Depois de criar seus NFTs, você pode listá-los para venda nos mercados dessas plataformas e começar a ganhar com suas criações digitais. Certifique-se de ler e entender as políticas e taxas associadas a cada plataforma para maximizar seu sucesso na criação e venda de NFTs.

Sobre o autor

Luana Santana

Olá, sou Luana, escritora e tradutora que encontra alegria em escrever, viajar e assitir filmes e séries. Estou sempre atualizada, nunca perco um trending topic ou meme nas redes socias. Também sou apaixonada por aprender novos idiomas. Quando não estou imersa no mundo das palavras, você provavelmente me encontrará a explorar novos destinos, buscar inspiração em novas paisagens e diferentes culturas que nosso vasto mundo tem a oferecer. Trabalho remotamente há alguns anos e foi uma das melhores decisões da minha vida, consigo conciliar trabalho, rotina pessoal e o desejo de ser uma cidadã global.