Cripto Análise do Venus (XVS): Guia Completo 2024

€ 11.1866

0.4774
Dernière mise à jour à 07:02:05 UTC
Fully Diluted Market Cap
€ 332,745,697.32
Volume
€ 1,302,950.78
Circulating Supply
0.00 XVS

Coversor de Criptomoedas

Última atualização às 07:15:05 UTC

Negocie agora

Venus (XVS) é um projeto inovador lançado pelo grupo Swipe Wallet em 2020 e adquirido pela Binance, com o objetivo de criar um mercado monetário descentralizado na BNB Chain. A iniciativa visa oferecer um serviço de crédito inclusivo, sem intermediários, e constitui uma alternativa confiável aos bancos tradicionais.

Desde a sua criação, o Venus tem experimentado um rápido crescimento, atingindo quase US$ 6 bilhões em valor total bloqueado e posicionando-se como líder entre os protocolos DeFi na BNB Chain. A plataforma utiliza stablecoins em suas operações e possui um token nativo, o XVS, que funciona como um token de governança e permite votar nas decisões relacionadas à gestão da plataforma. Confira a seguir o nosso guia Venus (XVS). Saiba tudo sobre o projeto, desde sua história e objetivos, até sua evolução e perspectivas futuras.

Binance

  • Baixas taxas
  • Mais de 600 criptomoedas
  • Maior troca de criptomoedas

O que é o Venus (XVS)?

O Venus (XVS) é um projeto revolucionário de finanças descentralizadas (DeFi) que tem como objetivo criar um mercado monetário descentralizado na BNB Chain. Foi lançado em outubro de 2020 pelo grupo Swipe Wallet para ser adquirido naquele mesmo ano pela plataforma Binance.

O protocolo Venus é baseado na Build N Build (BNB), uma blockchain projetada para oferecer um desempenho otimizado, segurança reforçada e compatibilidade com o ecossistema Ethereum. A BNB permite aos usuários desfrutar de taxas de transação reduzidas e tempos de confirmação rápidos, tornando os serviços de crédito oferecidos pelo Venus mais atrativos.

Uma das características que diferenciam o projeto Venus é o uso de stablecoins para facilitar as operações de empréstimo. Stablecoins são criptomoedas cujo valor está vinculado a ativos reais, como moedas fiduciárias (o dólar, por exemplo). Essa abordagem ajuda a reduzir a volatilidade das transações e oferece maior estabilidade aos usuários.

Inicialmente, Venus usava principalmente o stablecoin descentralizado VAI, mas rapidamente adicionou outras alternativas e altcoins importantes ao seu ecossistema. Além disso, o projeto desenvolveu seu próprio token nativo, o XVS, que funciona como um token de governança para a plataforma. Isso significa que detentores de XVS podem participar das decisões relacionadas à gestão da plataforma, como a adição de novos ativos ou a melhoria dos serviços oferecidos.

A emissão de XVS também ajuda a regular outras criptomoedas associadas ao protocolo. Em resumo, Venus (XVS) é um projeto ambicioso que pretende revolucionar o setor de finanças descentralizadas, oferecendo um mercado monetário descentralizado. É um ecossistema estável e em constante evolução, que atende às necessidades dos utilizadores e contribui ativamente para o desenvolvimento do setor DeFi.

História do Venus (XVS)

A história do Venus (XVS) começa em 2020, quando o protocolo foi fundado pela equipe por trás do projeto Swipe Wallet. Seus fundadores, Horia Cernusca, designer e experiente autor apaixonado por design de interfaces, e Hakon Eide, desenvolvedor e engenheiro de software com vasta experiência em informática, desempenharam um papel fundamental na concepção e gestão do projeto Venus.

O principal objetivo do Venus é permitir que qualquer pessoa empreste ou peça criptomoedas emprestadas sem restrições. Esse conceito é frequentemente chamado de “lending” (emprestar) e “borrowing” (tomar emprestado) no jargão DeFi. Para isso, o Venus conecta mutuários e credores na blockchain BNB, permitindo que aproveitem seu desempenho e transparência.

Por meio do uso de contratos inteligentes, o Venus oferece uma alternativa ao sistema financeiro tradicional, eliminando intermediários. Ao contrário dos sistemas tradicionais, a plataforma funciona continuamente. Esse modelo permitiu que o Venus se posicionasse como o segundo desse mercado em termos de valorização, logo atrás do PancakeSwap. O preço de abertura do token XVS em 6 de outubro de 2020 era de US$ 2,56, atingindo US$ 8,61 no mesmo dia em que foi negociado. Após uma correção de preços, o token variou entre US$ 2 e US$ 5 durante os meses de outubro, novembro e dezembro de 2020.

Em janeiro de 2021, o preço do XVS começou a subir devido ao entusiasmo em torno do DeFi. O token atingiu US$ 12,81 em 26 de janeiro de 2021 e experimentou um aumento significativo em fevereiro, atingindo US$ 101,51 em 18 de fevereiro de 2021. Uma nova correção de preços ocorreu em 25 de março de 2021, quando o token apresentou uma baixa de US$ 35,30. Mas uma nova alta ocorreu em abril e maio daquele ano, atingindo um recorde de US$ 147,02 em 10 de maio de 2021. Se quiser saber o preço atual, pode conferir o preço do XVS em tempo real no cabeçalho desta página.

Qual o objetivo do protocolo Venus?

O protocolo Venus (XVS) foi projetado para abordar diversos desafios e lacunas no sistema financeiro tradicional, oferecendo uma plataforma descentralizada para empréstimos de criptomoedas. O principal objetivo do Venus é permitir que qualquer pessoa, sem restrições, empreste ou peça criptomoedas emprestadas. Este conceito de “lending” e “borrowing” visa democratizar o acesso a serviços financeiros e reduzir a dependência de instituições financeiras tradicionais, como bancos.

Assim, o Venus foi concebido para oferecer uma alternativa confiável e transparente aos sistemas bancários convencionais, frequentemente criticados por falta de transparência, altos custos e barreiras de entrada. Utilizando a tecnologia blockchain e contratos inteligentes, a plataforma Venus consegue eliminar intermediários e reduzir as taxas associadas às transações financeiras. Isso permite que os utilizadores economizem dinheiro e tenham um maior controlo sobre os seus ativos.

Além disso, a criptomoeda Venus foi projetada para operar continuamente, permitindo que os utilizadores gerenciem suas finanças a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo. O projeto visa promover a inclusão financeira, proporcionando acesso a serviços financeiros a um número maior de pessoas, incluindo aquelas mal atendidas pelos bancos tradicionais ou sem acesso a serviços bancários.

Dica sobre a criptomoeda Venus: através da plataforma Venus, essas pessoas podem emprestar e pedir fundos emprestados, sem discriminação ou barreiras.

Como o Venus funciona?

O Venus é um protocolo descentralizado para empréstimos de criptomoedas. Ao emprestar criptomoedas, os utilizadores geram um rendimento anual percentual (APY), que varia com base na procura por cada ativo. Os mutuários depositam uma garantia em criptomoedas para cobrir o seu empréstimo e pagam juros sobre esse empréstimo. Os contratos inteligentes e a blockchain atuam como intermediários para garantir a descentralização do protocolo.

Sobre a criptomoeda XVS e suas utilidades

O XVS é o token de governança do protocolo Venus, que permite aos seus detentores participar nas decisões relacionadas com a evolução do protocolo. O XVS também pode ser utilizado como garantia para realizar empréstimos ou fazer “staking”, modalidade de investimento em que o investidor coloca seus ativos digitais para trabalhar com o objetivo de gerar renda passiva sem precisar vendê-los.

VAI, um stablecoin cripto-colateralizado

O Venus utiliza principalmente o stablecoin descentralizado VAI. O VAI é um stablecoin criado pelo Venus, com o objetivo de manter uma correlação perfeita de 1:1 com o dólar. Ao contrário de outros stablecoins, a colateralização do VAI é assegurada pelo protocolo Venus através das criptomoedas depositadas pelos utilizadores.

O VRT (Venus Reward Token), token de recompensa

O VRT é um token distribuído aos utilizadores da plataforma Venus como recompensa pela sua participação. Tem como objetivo substituir o XVS na distribuição de recompensas e reduzir a inflação deste último. No entanto, é importante notar que o VRT ainda não pode ser usado como garantia para empréstimos.

Fiabilidade e segurança do Venus (XVS)

Apesar de uma manipulação do preço do XVS crypto em maio de 2021, o protocolo Venus não sofreu nenhum ataque e não apresenta vulnerabilidades conhecidas. A auditoria de segurança realizada pela Certik proporciona um nível adicional de confiança, mas é importante manter em mente que a DeFi sempre envolve riscos, especialmente no que diz respeito à liquidação para os mutuários.

Onde comprar Venus (XVS) ?

A criptomoeda Venus está a atrair a atenção de investidores e entusiastas da finança descentralizada (DeFi). Se deseja comprar Venus, saiba que existem várias plataformas que a negociam. Entre as melhores opções para comprar Venus, recomendamos a Binance, a Crypto.com e a PancakeSwap. Cada uma destas plataformas oferece vantagens distintas, mas uma delas se destaca de forma particular.

Binance

A Binance é a maior plataforma de troca de criptomoedas do mundo em termos de volume de transações. Oferece uma ampla gama de pares de negociação e é conhecida pela sua elevada liquidez, facilitando a compra e venda de criptomoedas como XVS. A Binance também disponibiliza ferramentas de negociação avançadas e taxas competitivas. Além disso, a plataforma regularmente oferece promoções e descontos nas taxas para detentores do seu token nativo, o Binance Coin (BNB).

Binance

  • Baixas taxas
  • Mais de 600 criptomoedas
  • Maior troca de criptomoedas

Crypto.com

A Crypto.com é outra opção para comprar tokens XVS. Esta plataforma de negociação de criptomoedas oferece uma experiência simplificada e intuitiva para o usuário, ideal para iniciantes. A Crypto.com também possui uma aplicação móvel que permite comprar, vender e gerir facilmente as suas criptomoedas a partir do seu smartphone. Ao comprar os seus XVS na Crypto.com, terá acesso a serviços adicionais como staking, empréstimos e negociação de derivados. No entanto, é importante notar que as taxas na Crypto.com geralmente são um pouco mais altas do que na Binance.

Crypto.com

  • Cartão cripto gratuito
  • Troca renomada
  • Taxas competitivas

Pancakeswap

A PancakeSwap é uma plataforma de troca descentralizada (DEX) baseada na BNB que permite aos utilizadores trocar tokens BEP-20, sem intermediários. A PancakeSwap é uma excelente opção para aprender como comprar Venus, evitando as plataformas de troca centralizadas. As taxas de transação geralmente são baixas, mas a liquidez pode ser inferior a de plataformas centralizadas, como a Binance e a Crypto.com.

Todas estas plataformas também permitem acompanhar o preço do Venus em tempo real.

PancakeSwap

  • Melhor DEX na BNB Chain
  • Grande liquidez
  • Diversos produtos de investimento

XVS: Índice Fear & Greed

Última atualização:: 22 fevereiro 2024

Atualmente: 74 Cobiça

Atualmente: 74 Cobiça

Ontem: 69 Cobiça

Semana passada: 79 Cobiça extrema

A compra de Venus é um bom investimento ?

A criptomoeda Venus tem experimentado um crescimento notável desde o seu lançamento. Neste ano, continua a atrair a atenção dos investidores. De acordo com várias fontes e especialistas que consultamos, o potencial de investimento da Venus é bastante promissor. Levando em consideração o seu histórico de evolução e os fatores que influenciam o seu preço, é provável que o valor desta criptomoeda continue a aumentar.

Vantagens e desvantagens de se investir no Venus

  • Os lucros acumulados podem ser significativos. O valor do Venus poderá atingir os 100 euros dentro de alguns anos.
  • A atual capitalização de mercado do Venus é de 92,44 milhões de dólares, o que sugere que ainda está subvalorizado e possui potencial de crescimento.
  • O Venus é um dos projetos de criptomoeda mais inovadores, com um mercado de crédito em constante evolução e um compromisso contínuo com o setor financeiro descentralizado.
  • O sistema Venus é baseado em tecnologias confiáveis e seguras.
  • A oferta e a procura desempenham um papel fundamental na determinação do preço do XVS, e um rápido aumento de valor não está garantido.
  • As previsões para o preço do Venus variam, com estimativas que vão de US$ 5,00411 a US$ 8,142 até o final do ano.

Previsão da criptomoeda Venus: Investir em Venus (XVS) parece ser uma boa ideia devido ao seu potencial de crescimento e à inovação que esta criptomoeda traz para o mercado. As previsões positivas para o preço do Venus em euros mostram que o projeto tem um futuro promissor, e as projeções indicam um aumento de valor nos próximos anos. No entanto, é importante estar atento às incertezas do mercado antes de tomar uma decisão de investimento!

Nossa opinião sobre o Vênus

Para fornecer uma análise abrangente da criptomoeda Venus, baseamo-nos nas perspetivas futuras, bem como nas vantagens e desvantagens associadas a esta criptomoeda.

Ao examinar as previsões de crescimento e a evolução passada do Venus, torna-se evidente que esta criptomoeda possui um significativo potencial de valorização. O projeto é inovador e aborda um mercado de crédito em constante evolução, tornando-o um investimento atraente. A capitalização de mercado do Venus, ainda subvalorizada, sugere que existe margem para o crescimento deste token.

O envolvimento do Venus no setor financeiro descentralizado e o seu sistema baseado em tecnologias confiáveis e seguras aumentam a confiança no projeto. No entanto, é importante manter em mente que as previsões para o preço do Venus variam, e um rápido aumento de valor não é garantido.

Portanto, é uma criptomoeda promissora, embora, como acontece com todas as criptomoedas, esteja sujeita às flutuações do mercado.

FAQ Venus

O que é Venus?

Venus é um protocolo descentralizado de empréstimos de criptomoedas, que permite aos utilizadores emprestar e pedir ativos emprestados sem recorrer a intermediários centralizados. Contratos inteligentes e a blockchain atuam como intermediários.

O que é o VRT?

O VRT é um token de recompensa distribuído aos utilizadores do Venus para recompensar a sua participação. Tem como objetivo substituir o XVS na distribuição de recompensas e reduzir a sua inflação.

Como manter os meus tokens XVS seguros?

Para manter os seus tokens XVS seguros, pode utilizar uma carteira de hardware, como a Ledger, ou carteiras não custodiais, como MetaMask, SafePal ou TrustWallet.

Como funcionam os empréstimos com Venus?

Os utilizadores emprestam criptomoedas para gerar um rendimento anual percentual (APY), que varia de acordo com a procura por cada ativo. Os mutuários depositam uma garantia em criptomoedas para cobrir o seu empréstimo e pagam juros sobre o valor emprestado.

Sobre o autor

Henrique Andrade Camargo

Jornalista com paixão por tecnologia e sustentabilidade. Medalhista de ouro no Prêmio Malofiej. Trabalhou na Avast, Grupo Abril e Mercado Ético.