Cosmos (ATOM)  Cripto Avaliação 2024: Guia Completo

€ 6.3483

-1.4982260301
Atualizado em 07:06:02 UTC
Capitalização de Mercado
€ 1.58 Bilhões
Valor Total Diluído
€ 1.58 Bilhões
Volume
€ 43.61 Milhões
Circulação
248,453,201 ATOM

As 5 melhores plataformas de cripto

Coinbase Logo
4.8

Resenha Coinbase 2024

Kraken Logo
4.6

Resenha Kraken 2024

XTB Logo
4.4

Resenha XTB 2024

eToro Logo
4.7

Resenha eToro 2024

BTCC Logo
4.6

Resenha BTCC 2024

Coversor de Criptomoedas

Atualizado em 07:15:02 UTC

Compre cosmos agora

O mercado das criptomoedas conta com milhares de moedas diferentes. Naturalmente, a principal delas é o Bitcoin. O Bitcoin é a cripto mais importante do mundo em termos de capitalização. No entanto, o Bitcoin não é a única cripto interessante de conhecer!

Após o Bitcoin, existem o que chamamos de altcoins. Este é um termo genérico que se refere a todas as criptomoedas que não são o Bitcoin. Por exemplo, a criptomoeda Cosmos (ATOM) é uma das altcoins. Esta cripto está a ganhar cada vez mais destaque. Mas o que é o Cosmos? Descubra neste guia a arquitetura da blockchain Cosmos e informações sobre a moeda ATOM.

O que é o Cosmos?

O Cosmos é o nome da blockchain, e ATOM é o nome da criptomoeda. O projeto Cosmos não é algo novo, remonta a 2014. Por outro lado, a criptomoeda ATOM foi lançada muito mais tarde, em 2016. A característica principal do Cosmos é a sua blockchain de camada 0. Existem poucas blockchains de camada 0 no mercado, mas desempenham um papel crucial. Então, o que é uma blockchain de camada 0? Como será explicado abaixo, esse tipo de blockchain permite a interoperabilidade entre as blockchains de camada 1.

O ecossistema do Cosmos tem tido um grande sucesso, e muitos projetos já se juntaram à blockchain. De acordo com o site oficial do Cosmos, atualmente existem 274 aplicações e serviços em funcionamento na rede Cosmos. Aqui estão alguns projetos conhecidos que fazem parte do ecossistema do Cosmos:

  • Fetch.ai : Esta aplicação integra a inteligência artificial em várias soluções relacionadas com DeFi. A criptomoeda associada é o FET.
  • e-money : Esta plataforma permite transações rápidas e de baixo custo entre blockchains.
  • Coinex, uma exchange descentralizada (DEX).
Cosmos logo

Sinalizando o seu apelo, outro projeto importante recentemente aderiu ao Cosmos. A exchange descentralizada DYDX decidiu sair da blockchain Ethereum para migrar para o Cosmos. Os desenvolvedores justificaram essa decisão, em parte, devido à lentidão das transações.

1Inch Network

  • Boas cotações e taxas baixas
  • Não segura suas criptos
  • Uso de ordens limitadas em uma DEX

1Inch Network

2

Visitar

Por último, como uma camada 0, a rede Cosmos hospeda blockchains de camada 1 muito conhecidas, como a da exchange Binance, Crypto.com, e o ecossistema Terra. No total, mais de 67 mil milhões de dólares são geridos pela rede Cosmos.

No momento da redação deste guia, o preço da criptomoeda ATOM é de 11,5 €. A sua capitalização de mercado é de 3,3 mil milhões de euros, o que coloca a criptomoeda Cosmos à beira do top 20 mundial. A capitalização da rede Cosmos está muito próxima da do Uniswap, atualmente em 20º lugar. A nossa avaliação do Cosmos revelou um projeto blockchain promissor com uma tecnologia de camada 0 inovadora. Podes ler este guia para perceberes melhor a evolução de criptomoedas como a Cosmos.

A história do Cosmos

Como mencionamos, as origens do projeto Cosmos remontam a 2014. Foi nesse ano que a ferramenta “Tendermint” foi criada. Em termos gerais, o Tendermint é o que podemos chamar de coração do projeto, o motor do que mais tarde se tornaria a rede Cosmos.

O projeto continuou a avançar com a publicação do seu whitepaper em 2016. Conforme explicado no whitepaper, a equipe que desenvolveu o Tendermint baseou-se nos trabalhos algorítmicos de 1988 sobre a tecnologia BFT (Byzantine Fault Tolerance) realizados pela Universidade do MIT. Em 2016, a criptomoeda ATOM foi lançada.

As principais pessoas por trás do desenvolvimento do projeto Cosmos são Jae Kwon, Zarko Milosevic e Ethan Buchman. Jae Kwon é reconhecido como a pessoa mais envolvida no desenvolvimento do projeto e faz parte dos autores do whitepaper do Cosmos. Desde 2020, Jae Kwon deixou o cargo de CEO da Cosmos, embora não tenha abandonado completamente o projeto. A pessoa que o substituiu como CEO da Cosmos chama-se Peng Zhong.

A criptomoeda Cosmos aproveitou plenamente a alta do mercado de criptomoedas em 2021. Foi em 2021 que o preço do Cosmos atingiu seu recorde. O recorde de preço da criptomoeda ATOM foi de 40,26 € em 20 de setembro de 2021. No momento da redação deste guia, o preço da criptomoeda ATOM é de 11,5€.

Por que o Cosmos foi concebido ?

A rede Cosmos foi construída para resolver o problema da interoperabilidade entre blockchains. Concretamente, neste momento, existem muitas blockchains. Embora cada uma delas tenha as suas próprias características e desempenhe uma função específica, muitas vezes não são capazes de comunicar entre si. É aí que entra a noção de blockchain de camada 0. Então, o que é uma camada 0 numa blockchain?

Cosmos blockchain logo
cosmos blockchain logo

Cosmos, uma blockchain de camada 0.

No universo das blockchains, existem três níveis (ou camadas) principais a serem conhecidos. O nível mais comum é a camada 1. Isso se aplica à maioria das blockchains populares. Por exemplo, o Bitcoin, o Ethereum, o Cardano e o Solana, apenas para citar alguns, são blockchains de camada 1. As camadas 1 são blockchains que funcionam de forma independente e, portanto, não se comunicam entre si. Sem uma solução específica, não é possível, por exemplo, transferir moedas ou dados entre o Bitcoin e o Ethereum. Para resolver essa dificuldade, existem as chamadas camadas 0, como o Cosmos.

Concretamente, uma blockchain de camada 0 fornece uma arquitetura que permite construir várias blockchains de camada 1. A vantagem é que essas blockchains são compatíveis entre si, pois fazem parte de um único ecossistema. Algorand e Polkadot são outros exemplos de blockchains de camada 0.

Por fim, para concluir a explicação dos diferentes níveis, existem as camadas 2. Estas são um serviço ou solução que se integram a uma blockchain de camada 1. A camada 2 é totalmente compatível com a sua camada 1 e pode gerir transações, reduzindo assim o tráfego na camada 1. O exemplo mais conhecido é o da criptomoeda Polygon (camada 2) com o Ethereum (camada 1).

Cosmos, um “servidor SMTP” para a blockchain

Para entender completamente o valor do Cosmos no universo das blockchains, podemos fazer uma comparação com a rede de internet. Pode-se dizer, de fato, que o Cosmos desempenha o mesmo papel que os servidores SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) na internet. Se você se lembra bem, antes da chegada desses servidores, você só podia enviar um e-mail para alguém que usasse o mesmo serviço de e-mail que você. Por exemplo, você não podia enviar um e-mail de uma conta “lycos” para uma conta “caramail”! Os servidores SMTP tornaram possível o envio de e-mails entre serviços de e-mail diferentes. Da mesma forma, a rede Cosmos permite “enviar” dados entre quaisquer blockchains de camada 1 que façam parte do seu ecossistema.

Como funciona o Cosmos?

O ecossistema Cosmos é complexo e compreende várias entidades específicas. Para entender os fundamentos do Cosmos, é necessário dividir o ecossistema em três níveis:

  • Aplicação. Também conhecido como Cosmos SDK, esta é a parte “visível” do ecossistema Cosmos, onde as transações são processadas.
  • Networking (Rede): Este nível é responsável pela gestão da comunicação e interoperabilidade entre as blockchains de camada 1 no ecossistema.
  • Consenso. Como o nome sugere, esta parte trata da forma como os nós da rede se organizam para validar as transações.

Agora que você tem essa divisão em mente, descubra abaixo as 4 entidades importantes do ecossistema Cosmos.

Tendermint BFT

Como mencionado acima, o Tendermint foi a primeira pedra fundamental lançada pelos desenvolvedores do Cosmos em 2014. O Tendermint BFT é um pacote genérico disponível para desenvolvedores que combina as partes de Networking e Consenso de uma blockchain. Graças ao Tendermint BFT, os desenvolvedores não precisam se preocupar em codificar esses aspectos em seu projeto. Eles podem se concentrar apenas na parte aplicativa do projeto.

O Tendermint deverá evoluir ainda este ano. Na verdade, em breve, a rede irá receber o lançamento de uma atualização chamada Twilight. Concretamente, trata-se do lançamento de uma nova versão (0.47) do Cosmos Software Development Kit. Este novo pacote irá introduzir novas funcionalidades e melhorar o desempenho das blockchains Cosmos. Com o Twilight, o módulo Tendermint será substituído por um novo produto chamado CometBFT. Além disso, o protocolo ABCI, que serve como ligação entre o Tendermint e a aplicação, migrará para a versão 1.0. De acordo com os desenvolvedores, isso permitirá uma “comunicação mais flexível e eficaz”.

Embora os desenvolvedores tenham mencionado o lançamento do Twilight no Twitter, ainda não foi fornecida uma data de lançamento.

A ligação entre a aplicação desenvolvida pelos programadores e o Tendermint BFT é realizada pelo que é chamado de protocolo ABCI. Essa conectividade permite que os desenvolvedores escolham a linguagem de programação de sua preferência para codificar sua aplicação.

Cosmos SDK

O Cosmos SDK é na verdade uma biblioteca de módulos já codificados e compatíveis para os desenvolvedores. Eles podem escolher módulos específicos para enriquecer sua aplicação, como módulos de governança, staking, etc. Esta biblioteca está em constante evolução, pois o ecossistema Cosmos é de código aberto e qualquer desenvolvedor pode contribuir com um módulo para enriquecer a biblioteca.

Inter-Blockchain Communication (IBC)

Este protocolo permite a transferência de dados entre as diferentes blockchains de camada 1 que fazem parte do ecossistema Cosmos.

Hub e zonas

Para reduzir o número de pontos de conexão, a rede Cosmos implementou o que são chamados de “zonas”. Uma zona é designada para agir como um hub, permitindo a comunicação e a interoperabilidade entre diferentes blockchains do ecossistema. Estas entidades e protocolos colaboram para criar um ecossistema Cosmos interconectado e altamente funcional.

Onde comprar Cosmos?

Deseja comprar a criptomoeda Cosmos? Como o token ATOM do Cosmos não pode ser minerado, a única forma de adquiri-lo é comprando diretamente em uma plataforma de criptomoedas. Para isso, a maneira mais simples é usar uma exchange de criptomoedas centralizada (CEX). Essas plataformas permitem que você compre ATOM de forma simples e segura. Para comprar a criptomoeda Cosmos, você precisa:

  • Abrir uma conta na exchange de sua escolha;
  • Conectar sua carteira de criptomoedas (wallet) à exchange;
  • Depositar fundos;
  • Selecionar o par de negociação que permite adquirir ATOM.

Mas qual exchange escolher? A vantagem do Cosmos é ser uma criptomoeda amplamente conhecida, portanto, está disponível em muitas plataformas. Por exemplo, você pode comprar Cosmos nas seguintes três exchanges:

  • Binance. A Binance é a maior plataforma de criptomoedas do mundo no momento. Não é surpresa que ela ofereça a compra de ATOM. A vantagem é que você pode comprar a criptomoeda Cosmos diretamente com cartão de crédito ou transferência bancária.
  • Coinbase. Após a Binance, a Coinbase é a segunda maior exchange centralizada do mundo.
  • Crypto.com. Essa exchange é bem conhecida entre os fãs de esportes, especialmente da Fórmula 1. A plataforma é conhecida por suas parcerias e ações de patrocínio no campo esportivo. Como a Binance e a Coinbase, é uma plataforma que permite comprar a criptomoeda Cosmos, bem como outras moedas.

Essas três plataformas são semelhantes em termos de serviços e funcionam de maneira mais ou menos semelhante. Mas se você tivesse que escolher uma, recomendamos a Binance por sua interface fácil de usar.

Binance

  • Maior corretora de criptomoedas
  • Alta liquidez
  • Aplicação móvel fácil de utilizar

Binance

Visitar

Cosmos: Índice Fear & Greed

Última atualização: 21 junho 2024

Atualmente: 40 Medo

Atualmente: 40 Medo

Ontem: 40 Medo

Semana passada: 38 Medo

Comprar Cosmos em 2024, é um bom investimento?

Para muitos analistas, a criptomoeda Cosmos faz parte dos bons investimentos com alto potencial. Porquê ? Como explicado acima, o Cosmos é muito mais do que apenas uma criptomoeda ou token. O cerne do projeto Cosmos gira em torno da interoperabilidade entre blockchains. Essa interoperabilidade é vista por muitos como uma das chaves para desbloquear todo o potencial da web3, em particular.

Além disso, a arquitetura do projeto Cosmos é baseada em tecnologia de ponta que continua a evoluir, como evidenciado pela próxima atualização do histórico bloco Tendermint BFT. Em outras palavras, o projeto é dinâmico, e muitos desenvolvedores estão trabalhando arduamente para enriquecê-lo e melhorá-lo.

Como muitas criptomoedas, o Cosmos sofreu os efeitos do bear market de 2022. O preço da criptomoeda ATOM diminuiu significativamente. Atualmente, o preço da criptomoeda Cosmos é de apenas 11 €, enquanto no auge do bull run de 2021 estava em 40 €. O preço da moeda ATOM é, portanto, muito acessível no momento. É provável que o preço da criptomoeda Cosmos retome sua trajetória ascendente. Além disso, a chegada da tão esperada atualização do Tendermint BFT deve ter efeitos significativos no preço do Cosmos. Portanto, pode-se afirmar o Cosmos pode ser um bom investimento no Brasil e no mundo em 2024.

A nossa Opinião Final sobre o Cosmos

A criptomoeda Cosmos está longe de ser uma moeda meme sem valor. Em outras palavras, o Cosmos não corre o risco de desaparecer ou ser relegado ao esquecimento no mundo das blockchains. Pelo contrário, esta criptomoeda está no centro de um ecossistema de camada 0 com grande potencial. A rede Cosmos aborda um dos maiores desafios que se avizinham no universo das blockchains, a interoperabilidade.

Os desenvolvedores continuam a melhorar a blockchain, o que aumenta o seu atrativo para projetos e desenvolvedores. Além disso, o preço da criptomoeda ATOM está muito acessível no momento, tornando-a um investimento com grande potencial. Agora que já sabes como investir em Cosmos, aprenda sobre as suas vantagens.

Vantagens e Desvantagens de Investir na Criptomoeda Cosmos :

  • Tecnologia altamente avançada ;
  • Muitos desenvolvimentos em curso ;
  • Solução que permite a interoperabilidade entre blockchains ;
  • Atratividade do ecossistema Cosmos que atrai muitos projetos e aplicações ;
  • Difícil para novos investidores avaliarem

FAQ

Sim, a criptomoeda Cosmos é um investimento com grande potencial devido à sua tecnologia de camada 0
O Cosmos é uma rede de camada 0 que agrupa blockchains de camada 1 compatíveis entre si. Para funcionar, a rede utiliza a moeda ATOM.
No momento da redação deste guia, existem 286.370.297 moedas ATOM em circulação, de acordo com os dados do Coinmarketcap.
Para comprar Cosmos, o melhor é utilizar uma plataforma de câmbio de criptomoedas como a Binance, a Coinbase ou mesmo a Crypto.com.
O Ethereum é uma blockchain de camada 1 independente. O Cosmos é uma blockchain de camada 0 que fornece uma arquitetura para construir blockchains de camada 1 interconectadas.