Análise da criptomoeda Tron (TRX): guia completo 2024

€ 0.1272

0.0222
Dernière mise à jour à 11:02:05 UTC
Market Cap
€ 11,199,874,325.08
Fully Diluted Market Cap
€ 11,199,874,325.08
Volume
€ 65,867,692.97
Circulating Supply
88.05B TRX

Coversor de Criptomoedas

Última atualização às 11:15:05 UTC

Negocie agora

No mundo das criptomoedas, existem diferentes categorias de tokens. Alguns, como o Bitcoin, servem “apenas” para realizar transações. Já outras têm o propósito de construir um ecossistema para hospedar aplicativos descentralizados (DApps). É precisamente este o caso da criptomoeda Tron (TRX). Mas o que se esconde por trás deste nome que faz lembrar um filme da Disney? O que é a blockchain Tron? Vale a pena investir nesta cripto? Confira nossa avaliação sobre o Tron para saber mais sobre este ativo digital, cada vez mais popular em 2023.

História do Tron (TRX)

A rede Tron foi estabelecida inicialmente em março de 2014, mas a data oficial de sua criação é setembro de 2017. Seu criador, Justin Sun, é uma figura muito conhecida no mundo das criptomoedas asiático. Tratando-se de uma personalidade excêntrica e talentosa, Sun gera muitas polêmicas, tanto positivas quanto negativas! Ele estudou na Hupan Uni, uma escola de negócios na China criada pelo fundador do Alibaba, uma das pessoas mais ricas daquele país. Em sua conclusão de curso, escreveu uma tese sobre a Internet descentralizada.

Posteriormente, o fundador do Tron criou o Peiwo, uma espécie de Snapchat para utilizadores chineses. Ele também desempenhou o papel de representante da rede Ripple na China. Sun enfrentou algumas críticas no início da aventura Tron. O whitepaper inicial do projeto foi considerado por alguns como uma cópia vulgar de outras criptomoedas, como o Filecoin. Vitalik Buterin, criador do Ethereum, foi uma das pessoas que inicialmente criticaram isso. Mais tarde, Sun também foi acusado de vender o equivalente a 300 milhões de dólares em TRX antes da queda de 30% de seu valor.

No lado profissional, Sun adquiriu a plataforma BitTorrent em 2018 por US$ 140 milhões. Para recordar, o BitTorrent é uma plataforma descentralizada onde os utilizadores podem trocar conteúdo peer-to-peer. Sua proeza foi tokenizar a plataforma, introduzindo o token BitTorrent (BTT) para financiar as transações. Ele também adquiriu a rede social Steemit, inspirando-se em seu modelo de consenso. Como pode perceber, Tron e seu fundador estão envolvidos em muitos projetos no mundo das criptomoedas e da Internet descentralizada.

Qual o objetivo do Tron (TRX)?

A cripto Tron foi criada pela Fundação Tron em 2017. Inicialmente, a moeda era um token ERC-20, ou seja, utilizava a blockchain Ethereum, que ainda é muito popular em negociações. Em 2018, seus desenvolvedores lançaram sua própria blockchain. O objetivo original da rede Tron era competir com os principais provedores de conteúdo globais, como Amazon, Netflix, YouTube, etc.

Com sua tecnologia de blockchain, a rede Tron oferece aos seus utilizadores uma rede descentralizada que permite o resgate da soberania sobre seus dados. Em termos concretos, quando um usuário publica conteúdo na plataforma Tron, ele mantém todos os seus direitos autorais e não precisa remunerar intermediários. O roadmap do Tron prevê implementações até 2027.

O token Tron possui três principais utilidades:

  • Moeda de troca na rede;
  • Governança;
  • Reserva de valor.


Ainda hoje, a blockchain pública tem como objetivo se tornar uma das principais blockchains na Web3 e, portanto, ser pioneira na utilização e desenvolvimento de DApps. Para isso, a rede Tron sempre ofereceu contratos inteligentes. Em resumo, o Tron (TRX) foi concebido para descentralizar o conteúdo, ao contrário do que vemos com os principais atores da web atual, como o Facebook ou o YouTube. Ao eliminar intermediários por meio do processo acima, o Tron visa disponibilizar um mercado de compartilhamento de arquivos e, assim, oferecer uma descentralização de conteúdo de acordo com as necessidades e desejos de cada usuário. Isso também proporciona uma remuneração melhor aos criadores de conteúdos do que nas plataformas convencionais mencionadas anteriormente.

Como você pode imaginar, esse princípio geral se encaixa perfeitamente nas ambições da Web3 e, nesse sentido, confere ao Tron um interesse genuíno para o futuro em seu desenvolvimento.

É importante notar que a rede Tron tem um limite de quantidade de moedas em circulação, que é de 100 bilhões de tokens TRX. Cerca de 40% desse montante foi distribuído durante a ICO (Oferta Inicial de Moedas), que ocorreu entre o final de agosto e setembro de 2018. De acordo com os dados da CoinMarketCap, cerca de 90 bilhões de tokens Tron estavam em circulação em setembro de 2023.

Página inicial do Tron (TRX).

Como o Tron funciona?

Como mencionado anteriormente, desde 2018, a rede Tron opera em sua própria blockchain. Abaixo, apresentamos mais informações sobre as características, funcionalidades e a evolução desta criptomoeda.

Escalabilidade do Tron

Vale destacar a alta escalabilidade da rede Tron . Aliás, de acordo com seu site, o Tron se autodenomina a “blockchain pública mais rápida do mundo”. De acordo com o whitepaper do Tron, essa escalabilidade é de 2.000 TPS (transações por segundo). Comparada ao Bitcoin e ao Ethereum, este índice é significativamente superior. E no site do Tron, os números divulgados são ainda melhores. Portanto, os desenvolvedores mencionam a criação de um bloco a cada três segundos e uma escalabilidade que pode chegar a 10.000 TPS.

Aplicações Descentralizadas (DApps)

A rede Tron apresenta muitas semelhanças com o Ethereum. Ambas as blockchains permitem o desenvolvimento de aplicações descentralizadas. O Tron, assim como o Ethereum, possui sua própria “máquina virtual” que permite a leitura e a execução de contratos inteligentes. Na rede Tron, os contratos inteligentes podem ser programados em Solidity (a linguagem da blockchain Ethereum) ou em Java.

Em 2023, os principais tokens com maior capitalização de mercado em operação na blockchain Tron, de acordo com o CoinMarketCap, são os seguintes:

  • BitTorrent-New (BTT) 
  • JUST (JST) 
  • APENFT (NFT) 
  • WINkLink (WIN) 
  • Sun (New) SUN **
  • OpenOcean (OOE) 
  • GNCoin (GMCOIN)

Protocolo Delegated Proof-Of-Stake (dPOS)


A rede Tron utiliza um algoritmo de consenso inspirado no proof-of-stake (POS), utilizado, por exemplo, no Cardano. No Tron, o modelo é chamado de “delegated proof-of-stake” ou dPOS. A história conta que Justin Sun adquiriu a plataforma Steemit para plagiar e aplicar o algoritmo de consenso no Tron. Este algoritmo também é utilizado na rede criptográfica EOS (EOS).

Ao contrário do POS, não basta apostar seus tokens para participar na validação de blocos. Você também precisa delegar seus poderes a certos nós, chamados de super-representantes. Como funciona isso? Concretamente, ao apostar suas moedas TRX, você obtém tokens TRON Power (TP). Eles permitem que você participe da eleição dos super-representantes. Existem um total de 127 super-representantes na rede Tron. Cada um é eleito diretamente pelos proprietários de Tron. As 27 pessoas que recebem mais votos ficam encarregadas da “mineração” ou criação do bloco. Esses validadores são nomeados em rodízio, pois mudam a cada seis horas.

O processo de validação de blocos envolve dois tipos de recompensas:

  • Uma recompensa pelo bloco: 16 tokens TRX pagos diretamente aos super-representantes ou representantes.
  • Uma recompensa pelo voto: 160 moedas TRX pagas aos representantes e àqueles que participaram da votação.

Como comprar Tron (TRX)?

Como o Tron (TRX) faz parte das criptomoedas mais populares atualmente, é fácil encontrar uma plataforma para adquirir o criptoativo. Existem opções descentralizadas e centralizadas, incluindo Binance ou Bithumb.

Além disso, a KuCoin é outra plataforma que oferece a compra ou venda de TRX. Assim, guiamos você pelo processo de compra do TRX na KuCoin.

Passo 1: Registre-se na KuCoin

Acesse a corretora de criptomoedas KuCoin e clique no botão “Criar conta”. O procedimento é semelhante ao de outras plataformas de negociação de criptomoedas, com a solicitação de um endereço de e-mail ou número de telemóvel.

No entanto, a verificação deste meio de contato é feita de forma imediata, não após o envio das primeiras informações. Portanto, solicite o código de confirmação antes de prosseguir para a próxima etapa.

Passo 2: Cumpra as obrigações de segurança

Após a validação, é possível cumprir todas as obrigações relacionadas à segurança, como é comum nas plataformas de câmbio confiáveis e seguras.

A KuCoin solicitará a verificação da sua identidade e também a criação de uma senha de negociação e uma frase de recuperação para seus ativos.

Passo 3: Realize um depósito

Com um cartão de crédito, um saldo já existente ou transferindo ativos de outra plataforma ou carteira de armazenamento, há várias maneiras de transferir dinheiro para sua conta na KuCoin. No entanto, observe que as taxas variam de acordo com o método escolhido e também do valor total dessa transferência monetária.

Passo 4: Compre TRX na KuCoin

Assim que o dinheiro estiver disponível em sua conta, é possível utilizar a seção de negociação para comprar seus primeiros TRX. Selecione o ativo na lista, insira os valores a serem negociados e confirme a transação. Em questão de minutos, seus primeiros TRX estarão disponíveis em sua carteira.

KuCoin

  • Ampla variedade de criptomoedas
  • Opções avançadas de trading
  • Tarifas competitivas

TRX: Fear & Greed

Última atualização:: 25 fevereiro 2024

Atualmente: 78 Cobiça extrema

Atualmente: 78 Cobiça extrema

Ontem: 78 Cobiça extrema

Semana passada: 70 Cobiça

Quem já investe em criptomoedas sabe que este fascinante universo é regido pela volatilidade. Se tudo está a correr bem em um momento, pode ser prenúncio de intempéries logo à frente. Essa premissa vale tanto para o Tron (TRX) quanto para o Bitcoin, a maior criptomoeda disponível. Portanto, é de fundamental importância entender o humor do mercado na hora de planejar suas ações.

Uma das formas de fazer isso é consultando o Índice Fear & Greed, também conhecido como Medo e Ganância. Trata-se de um indicador que calcula o sentimento do mercado numa escala de zero a 100, onde zero representa um cenário de “medo extremo” e 100, de “ganância extrema”.

O número, em si, não carrega conotações positivas ou negativas, refletindo a dualidade dos mercados financeiros. Isso quer dizer que um ambiente otimista pode anteceder uma correção, ao passo que um panorama dominado pelo medo, típico de mercados em baixa, pode ocultar oportunidades valiosas para os investidores.

Mas atenção, um planejamento cauteloso é fundamental para não colocar suas finanças em risco. Além do Índice Fear & Greed, consulte outros indicadores e atente-se aos sinais do mercado antes de fazer qualquer investimento.

Vale à pena investir em Tron (TRX) em 2023?

Desde a sua criação até 2023, o preço do Tron passou por três grandes períodos de valorização. Em 5 de janeiro de 2018, pouco depois da sua criação, seu valor atingiu 0,1737 euro. Esse é o recorde histórico desta criptomoeda. No entanto, o preço não se manteve nesse nível por muito tempo. A queda foi tão rápida quanto sua alta. Assim, no início de fevereiro de 2022, o valor do Tron voltava a ficar em torno de 0,02 euro.

Desde então, o preço do criptoativo tem se mantido no mesmo patamar, o que ainda é o caso em 2023. É interessante notar que a queda nos mercados de criptomoedas não afetou tanto o Tron quanto outros ativos criptográficos.

Hoje, comprar Tron parece particularmente interessante, dado o modelo e desenvolvimento da criptomoeda focado no futuro e sua integração à Web3. A descentralização parece ser o futuro de nossas interações na Internet, e o Tron busca gradualmente oferecer uma verdadeira alternativa nesse sentido. As opiniões são mais do que positivas, e embora o investimento em criptomoedas possa permanecer arriscado e volátil, o Tron parece ter um futuro brilhante, refletido em sua capitalização, que o coloca como a 12ª maior criptomoeda do mercado.

Gráfico mostra desempenho de mercado do Tron TRX.

Veredito final sobre o Tron (TRX)

Não passa uma semana sem que Justin Sun ou a Fundação Tron anunciem novas funcionalidades ou o contínuo desenvolvimento desta blockchain. Hoje, as blockchains com utilidade real e projetos promissores estão se tornando cada vez mais raras, e o Tron (TRX) faz parte dessas exceções positivas. Ao concluir este guia, nossa opinião sobre o Tron é decididamente positiva, graças a um progresso contínuo e, acima de tudo, a um projeto sólido e reconhecido pela comunidade. Não há dúvida de que o Tron tem tudo para ganhar importância na Web3 no futuro próximo.

Binance

  • Baixas taxas
  • Mais de 600 criptomoedas
  • Maior troca de criptomoedas

FAQ sobre Tron (TRX)

Qual é o preço do Tron?

O preço do Tron está estagnado em torno dos 0,07 euro há algumas semanas.

O que é o Tron (TRX)?

O Tron (TRX) é a criptomoeda da Fundação Tron, fundada em 2017.

Quantos Trons estão em circulação?

Atualmente, o número de TRX em circulação é de cerca de 90 bilhões de unidades.

Qual é o limite de circulação do Tron?

O limite de circulação do Tron é de 100 bilhões de tokens.

Qual é o objetivo principal do Tron?

Com sua blockchain, o Tron busca descentralizar o acesso ao conteúdo na Internet e, a longo prazo, remunerar melhor os criadores de conteúdo.

Sobre o autor

Henrique Andrade Camargo

Jornalista com paixão por tecnologia e sustentabilidade. Medalhista de ouro no Prêmio Malofiej. Trabalhou na Avast, Grupo Abril e Mercado Ético.